GlassecViracon, Brasil

Referência - Americas

O Mercado Internacional está chamando


“Quando decidimos investir em um novo forno de tempera, desejávamos equipamento que nos permitisse fabricar vidro de baixa emissividade de tamanho extra grande com excelente qualidade óptica, planicidade e o mínimo de empenamento.

Escolhemos do forno de têmpera Glaston FC500 porque ele correspondia inteiramente a todos os nossos requisitos. Além disso, temos confiança na qualidade dos produtos Glaston, assim como no suporte técnico e no conhecimento de processamento de vidro da empresa. Antes de fazer a compra, visitamos vários processadores de vidro que possuem essa máquina. A opinião sobre o Glaston FC6500 foi sempre bastante positiva. Estavam satisfeitos com o desempenho do forno porque atendeu a seus requisitos qualitativos e quantitativos de produção. Isso nos deu mais confiança ainda ao tomarmos nossa decisão.

Nós já temos um forno Glaston, mas possui menos recursos e limitações dimensionais específicas. Isso não nos permitiu participar de diversas concorrências internacionais, pois não podíamos atender aos requisitos técnicos e de qualidade.

Após instalar nossa nova máquina, nossa primeira experiência prática foi fabricado peças de vidro laminado semitemperadas para um projeto de exportação que precisava atender os padrões internacionais de qualidade de vidro mais recentes. Isso foi conseguido com facilidade e o cliente ficou totalmente satisfeito com os resultados.”

-Daniel Thiago Scarpato

Diretor Industrial, GlassecViracon

www.glassecviracon.com.br

Referências similares


Amber-Glass, Polônia

#RC Series #Têmpera plana

A partir da tradição de uma família polonesa, onde o conhecimento sobre vidros foi passado por gerações, a Amber-Glass aceitou novos desafios e evoluiu com o tempo. “Hoje estendemos as possibilidades de nosso negócio de processamento de vidro”, afirma Marcin Karel, membro da diretoria e diretor de produção da Amber-Glass. “Estamos fazendo isso usando somente máquinas de última geração dos melhores fabricantes. Assim, podemos entregar produtos e serviços da melhor qualidade.”

Leia mais

Peterlee Glass Company Ltd., UK

#RC Series #Têmpera plana

"O RC350 da Glaston abre novas oportunidades para o mercado de arquitetura. Este forno faz parte do nosso grande projeto de investimento multimilionário para uma nova fábrica que vai nos permitir servir os nossos clientes com peças maiores de vidro processado, melhor qualidade de laminação e um portfólio mais amplo de vidro revestido", diz Graeme Hawes, diretor geral da Peterlee Glass Company Ltd., em Peterlee, condado de Durham (Reino Unido).

Leia mais

Kensington Glass Art, U.S.A.

#RC Series #Têmpera plana

No âmbito da comemoração dos seus 40 anos de presença no mercado, a Kensington Glass Arts decidiu que era o momento de atualizar seu antigo forno Tamglass para o RC350 da Glaston. O fator decisivo para realizar o negócio foi o compromisso da Glaston em instalar, preparar e produzir, no novo forno, vidro temperado pronto para ser comercializado em apenas três semanas. Graças à sua excecional capacidade de orquestrar o trabalho em equipe, o CEO da Kensington Glass Arts, David Stone, treinou as equipes para realizar essa tarefa em um prazo que parecia praticamente impossível.

Leia mais

Artigos


How and why to automate the flat glass tempering process

Lately, we’re hearing a lot about automation, the Internet of Things and digitalization. What do these terms mean? And how do they relate to the glass tempering...

Leia mais

Glass tempering energy consumption: how not to be misled by false data (Part 2/2)

In this second part of our blog on energy consumption in the glass tempering process, let me go deeper into details to explain some of the principles behind heating...

Leia mais

Glass tempering energy consumption: how not to be misled by false data (Part 1/2)

Energy consumption is always a key topic when looking to invest in a new tempering line. The reason is simple: the tempering process requires a lot of energy. So,...

Leia mais